Pesquisar este blog

Arquivo do blog

Total de visualizações de página

PARCEIROS

Tecnologia do Blogger.

Google+ Followers

15º JET WAVES WORLD CHAMPIONSHIP: MARK GOMEZ DEFENDE A INVENCIBILIDADE NO CIRCUITO MUNDIAL

Written By Podio Sport on terça-feira, 12 de julho de 2016 | 11:59


.

Campeão mundial em 2015 e vencedor das três primeiras etapas na Europa esse ano, o norte-americano chega nesta quinta-feira a Salvador (BA), como favorito. 



Campeão mundial em 2015 e vencedor das três etapas europeias esse ano, o norte-americano Mark Gomez chega a Salvador (BA) como favorito a ganhar o 15º Jet Waves World Championship (campeonato com manobras de jet ski nas ondas).  A disputa, que começa nesta sexta-feira e prossegue até domingo, na praia Stella Maris, na capital baiana, é válida pela quarta etapa do Circuito Mundial.

Gomez venceu as etapas realizadas em Portugal, França e Inglaterra, entre os meses de maio e junho. Adiantou que não teve tempo de preparação para essa quarta etapa, pois participou de campeonatos profissionais de ski, em circuito fechado (corrida) e freestyle (manobras livres) nos Estados Unidos.  “Chegarei na quinta-feira e quero fazer alguns treinos no local de competição. Será a primeira vez que estarei no Brasil. Vi várias fotos da praia Stella Maris e espero que a mãe natureza nos ajude para que seja um grande evento”, explicou o piloto que pratica o freeride há 12 anos e também tem no currículo o título amador no Blowsion Surf Slam de 2009.

O norte-americano avalia que caso garanta a quarta vitória seguida, nesse final de semana em Salvador, ficará em situação privilegiada para tentar o bicampeonato. Depois, o Circuito Mundial terá apenas mais duas etapas, de 9 a 11 de setembro, nos Estados Unidos e de 3 A 6 de novembro, no Japão. Lembrou que nesse 15º Jet Waves World Championship não competirá com seu equipamento, mas promete fazer o melhor e tentar manter a invencibilidade.

Segundo Gomez, o freeride está crescendo no mundo inteiro. Em seu país são realizados várias competições, como o Daytona Freeride, WaveDaze, Pismo Freeride, entre outros. “Muitas vezes são encontros, desta forma não existe a pressão da competição e ajuda a modalidade a ganhar novos praticantes. Outras competições importantes nos Estados Unidos são o Blowsion Surf Slam (etapa norte-americana do Circuito Mundial) e o Grayland Open,q eu reúne os melhores competidores. As perspectivas são muito boas para a modalidade”, destacou.

 Mark Gomez foi campeão do Circuito Mundial em 2015 e venceu as três primeiras etapas desse ano

PROGRAMAÇÃO

A programação do 15º Jet Waves World Championship terá início na sexta-feira com inscrições e treinos livres no período das 8 às 11h30. Das 10h30 às 12h30 haverá treinos livres. Às 14 horas, acontecerá a reunião com os pilotos. Às 14h15 haverá a solenidade de abertura. Às 14h30 começa a pré classificatória e às 16 horas será realizada a segunda pré classificatória No sábado a movimentação tem início às 9h30 com a reunião dos pilotos. Às 10 horas está prevista a classificatória com chave de 20 pilotos e às 11h30 a última chance. Ás 14 horas começarão as disputas das oitavas de finais. Às 15h30 está programado o Best Jump.

No domingo às 10 horas tem início às oitavas de final, às 14 horas, as quartas de final, às 15 horas, a semifinal.  Às 15h30 será realizada a disputa do terceiro lugar e às 15h45, a decisão do título e às 16 horas, haverá a entrega de prêmios.

O 15º Jet Waves World Championship tem a organização da FER (Federação de Esportes Radicais), com supervisão da IFWA (International FreeRide WaterCraft Association). 

Mais informações nos sites: www.jetwaves.com.br 


A I / Renato Fabretti
Foto / Ricardo Fuchs / jetskiNworld / Divulgação
 
11:59 | 2 comentários | Leia Mais

Brasil contará com 18 canoístas no Mundial Júnior & Sub-23 de Canoagem Slalom


.

O evento de Canoagem Slalom começa hoje (12), na Polônia e conta com a presença de 26 países





Começa nesta terça-feira (12) em Cracóvia na Polônia o Campeonato Mundial Júnior & Sub-23 de Canoagem Slalom, ao todo serão 371 atletas de 26 países participantes. Com 18 canoístas na disputa, o Brasil supera o número de participantes de nações como Estados Unidos, Austrália, Argentina e Eslovênia. Ana Sátila, Pedro Gonçalves, Felipe Borges e a dupla Charles Corrêa e Anderson Oliveira não participam da competição, eles estão focados para os Jogos Olímpicos Rio 2016.
 
Leonardo Curcel, em sua sétima participação em mundiais, é um dos mais experientes do grupo formado por jovens de 15 a 22 anos. O atleta que chegou a brigar pela vaga olímpica no C1 Masculino agora pensa no futuro, em Tóquio 2020. “Eu já chego muito mais forte do que no ciclo anterior, quando na época eu era da categoria Júnior e obtive o 6o lugar, agora inicia uma nova etapa”, comenta.
 
Willian Oliveira e Daniel Negrão, do K1 Masculino, estão em sua primeira competição do outro lado do oceano e para Oliveira é uma oportunidade única estar na Polônia, “É uma experiência incrível, eu nunca imaginei que eu estaria aqui na Europa defendendo o Brasil”, comenta. Já Negrão, além de poder defender seu país, teve a primeira oportunidade de andar de avião, “no início dá medo, mas depois vi que era tranquilo”. Para ele o melhor de tudo é estar próximo das referências no esporte remando ao seu lado. “Estou tendo a oportunidade de aprender olhando os melhores e buscando o meu melhor”, fala.
 

 
Para Guille Diez-Canedo, auxiliar técnico da Equipe Permanente e está na delegação dando o suporte técnico, esta edição será a mais “dura”. Segundo ele, haverá um número maior de atletas europeus com bom desempenho participando este ano do que nas edições de 2014 na Austrália, e 2015 em Foz do Iguaçu, no Brasil. Mas ele acredita que poderemos ter bons resultados: “Se os nossos atletas remarem o seu nível teremos vagas em várias finais, e finais são abertas, como em Jogos Olímpicos, tudo pode acontecer” comenta.
 
Canedo também destaca que esta competição é o ponto de partida para o novo ciclo olímpico, pensando na edição de Tóquio que acontecerá em 2020. Para o auxiliar técnico o Brasil está com atletas e uma estrutura mais bem preparados do que há quatro anos, quando iniciou a preparação para os Jogos Olímpicos Rio 2016. “A diferença é gritante, não só técnico como competitivo, hoje temos uma organização e uma estrutura maior”. Ele recorda que no Mundial realizado em Wausau, nos Estados Unidos, em 2012 a delegação brasileira só tinha sete atletas. Hoje, são 18 atletas e mais seis membros da equipe técnica que formam a delegação brasileira.
 
O evento será realizado no Canal Kolna, em Cracóvia na Polônia, entre os dias 13 a 17 de julho. Com 320 metros de extensão o Canal tem uma vazão média de 15 metros cúbicos de água por segundo, e é abastecido pelo Rio Vístula. O local é considerado de padrão olímpico. 
 
 
A I / CBCa
Foto / CBCa / Divulgação
 
11:01 | 0 comentários | Leia Mais

Português/AESO (PE) conquista o Campeonato Brasileiro Feminino de Handebol

Written By Podio Sport on segunda-feira, 23 de maio de 2016 | 13:00


.

Pernambucanas venceram a Abluhand/FURB (SC) na final da competição; Osasco (SP) fica com a terceira colocação



Da redação, Santo André (SP) - O Português/AESO (PE) foi o grande campeão do Campeonato Brasileiro Feminino de Handebol, que foi disputado no Ginásio Chico Neto, em Maringá (PR). As pernambucanas enfrentaram, no sábado (21), a Abluhand/FURB (SC) na decisão da competição e venceram por 25 a 22, garantindo a taça de forma invicta.

Na disputa pelo terceiro lugar, Osasco (SP) e PM Maringá/Unimed/Uningá (PR) fizeram jogo equilibrado, mas no fim as paulistas bateram as donas da casa por 30 a 28. A decisão pelo quinto lugar também foi marcado pelo forte equilíbrio. FAG/Cascavel/02 (PR) e ADJF/Independência Trade/Ser-Paulínia (MG) fizeram grande jogo, com vitória das mineiras por 29 a 28. O sétimo lugar ficou com o Santos (AP).

Além do título, o Português/AESO (PE) foi destaque na seleção do campeonato. As atletas lusas levaram o prêmio de destaque nas posições de goleira, com Renata Arruda, ponta direta, com Ana Cecília, ponta esquerda, com Dayana Rodrigues, e pivô, com Camila Maia. Além delas, Carolline Minto, da Abluhand/FURB (SC), foi destaque entre as armadoras direita, Mariana, da PM Maringá/Unimed/Uningá (PR), foi a melhor armadora esquerda, e Thais Marcondes, do Osasco (SP), foi a melhor central.

Português/AESO (PE) foi o campeão

Tabela

Terça-feira (17)
Português/AESO (PE) 32 x 23 Osasco (SP)
Santos (AP) 8 x 52 FAG/Cascavel/02 (PR)
PM Maringá/Unimed/Uningá (PR) 19 x 20 Abluhand/FURB (SC)

Quarta-feira (18)
Santos (AP) 22 x 33 Osasco (SP)
Português/AESO (PE) 28 x 23 FAG/Cascavel/02 (PR)
PM Maringá/Unimed/Uningá (PR) 24 x 17 ADJF/Independência Trade/Ser-Paulínia (MG)

Quinta-feira (19)
Português/AESO (PE) 47 x 12 Santos (AP)
FAG/Cascavel/02 (PR) 26 x 28 Osasco (SP)
ADJF/Independência Trade/Ser-Paulínia (MG) 26 x 30 Abluhand/FURB (SC)

Sexta-feira (20)
ADJF/Independência Trade/Ser-Paulínia (MG) 42 x 15 Santos (AP)
Abluhand/FURB (SC) 31 x 22 Osasco (SP)
Português/AESO (PE) 28 x 25 PM Maringá/Unimed/Uningá (PR)

Sábado (21)
FAG/Cascavel/02 (PR) 28 x 29 ADJF/Independência Trade/Ser-Paulínia (MG)
Osasco (SP) 30 x 28 PM Maringá/Unimed/Uningá (PR)
Abluhand/FURB (SC) 22 x 25 Português/AESO (PE)  



A I / CBHb
Foto / Divulgação

13:00 | 0 comentários | Leia Mais

Seleção olímpica definida e Fluminense campeão do Troféu Brasil


.

Troféu Brasil de Saltos Ornamentais 2016



Brasília/DF - O Fluminense conquistou o 46º Troféu Brasil de Saltos Ornamentais, encerrado neste domingo, 22/5, no Centro de Excelência da modalidade, na Universidade de Brasília (UnB). É o nono título consecutivo da equipe carioca na competição, vencedor com 280,5 pontos, seguido por Pinheiros e Botafogo, com 198,5 e 1185, respectivamente. O campeonato definiu a seleção brasileira da modalidade para os Jogos Rio 2016 (lista no final).

O Troféu Eficiência - para os saltadores que mais pontuam para os seus clubes nas provas individuais - foi ganho mais uma vez por Milena Sae, do Pinheiros, com 51 pontos, no feminino. No masculino, houve um empate entre Ian Matos, do Fluminense, e Isaac Souza, do Botafogo, ambos com 39 pontos. Mas no desempate, o prêmio foi para Ian, que na soma das três provas individuais (Trampolins de 1 metro e 3 metros, e plataforma) totalizou 726,35 pontos contra 652,30 pontos de Isaac.

Ricardo Moreira, supervisor-técnico da modalidade na Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), resumiu o sucesso da competição e a expectativa para a primeira Olimpíada em solo sul-americano.

- A competição está muito boa, principalmente por vermos a motivação e disposição dos saltadores em chegarem 100% nas Olimpíadas. Estão dando o máximo, treinando forte e lógico que não estão na melhor forma aqui, nem é pra estar agora. Mas a preparação é intensa e estão todos muito motivados. A cabeça é muito importante no esporte e nos saltos ornamentais, a importância é ainda maior. O atleta estar concentrado é fundamental e nós vemos que os nossos atletas estão nesta direção. A mescla de nossa equipe é muito boa. Temos uma nova geração que vem surgindo com grande potencial, mas com longo caminho a percorrer. E a experiência do trio Hugo, César e Juliana pode ser muito útil para estes novatos, encurtando este caminho - disse Ricardo Moura.

Nas provas que encerraram a competição, vitória de Tammy Galera, do Fluminense, no trampolim de 3 metros (242,55); de Isaac Souza, do Botafogo, na plataforma (315,95); e da dupla do Fluminense na plataforma mista (Luis Outerelo & Ingrid Oliveira), com 267 pontos.

A seleção brasileira olímpica tem nove nomes, divididos entre os rodados Juliana Veloso, Hugo Parisi e César Castro - a primeira indo para sua quinta Olimpíada e os outros dois para a quarta - e seis jovens em sua primeira experiência olímpica. Mas este time ainda pode crescer a partir do dia 15 de junho, na repescagem da Federação Internacional (FINA), já que há chances de Ingrid Oliveira e Isaac Souza Filho entrarem na disputa da plataforma individual. Ingrid já está dentro dos Jogos no salto sincronizado, mas Isaac, que completa 17 anos um pouco antes dos Jogos, seria a novidade como o caçula do time.
 
Luiz Outerelo & Ingrid Oliveira - Ouro na plataforma mista

Seleção Brasileira nos Jogos Rio 2016 (em ordem alfabética)

César Castro - trampolim de 3 metros
Giovanna Pedroso - plataforma sincronizada
Hugo Parisi - plataforma / plataforma sincronizada
Ian Matos - trampolim de 3 metros sincronizado
Ingrid Oliveira - plataforma sincronizada
Jackson Rondinelli - plataforma sincronizada
Juliana Veloso - trampolim de 3 metros / trampolim de 3 metros sincronizado
Luiz Felipe Outerelo - trampolim de 3 metros sincronizado
Tammy Galera Takagi - trampolim de 3 metros sincronizado

Os saltos ornamentais do Brasil contam com recursos dos Correios - Patrocinador Oficial dos Desportos Aquáticos Brasileiros -, e ainda do Bradesco/Lei de Incentivo Fiscal, Lei Agnelo/Piva - Governo Federal - Ministério do Esporte, COB, Speedo e Estácio.

Resultados do 4º e último dia - 22/05/2016

Trampolim 3m Fem (final) = 1 - Tammy Galera - Fluminense - 242,55 / 2 - Gabriela Figueiredo - Botafogo - 227,30 / 3 - Luana Lira - Grêmio Cief/PB - 220,25

Plataforma Masc (final) = 1 - Isaac Souza - Botafogo - 315,95 / 2 - Luiz Felipe Outerelo - Fluminense - 283,75 / 3 - João Felipe Dias - Clube Semanal/SP - 251,10


Plataforma Mista (final direta) = 1 - Luiz Felipe Outerelo & Ingrid Oliveira - Fluminense - 267,00 / 2 - Kawan Pereira, do Centro Olímpico Gama & Anna Lúcia dos Santos, do Mackenzie - 214,35 / 3 - Thais Rocha & Gabriel Rodrigues - Pinheiros - 196,92


A I / CBDA
Foto / Satiro Sodré / SSPress / CBDA / Divulgação
 
12:43 | 0 comentários | Leia Mais

Etapa brasileira da Copa do Mundo de Ginástica Artística chega ao fim com sucesso de público


.

Atletas da Seleção Brasileira corresponderam ao apoio da torcida e conquistaram 13 medalhas



São Paulo (SP) - Atletas que se preparam para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em agosto fizeram a alegria da torcida paulista neste domingo (22), durante o último dia das finais da etapa brasileira da Copa do Mundo de Ginástica Artística. Entusiasmado com a performance, principalmente dos brasileiros e de alguns estrangeiros que entraram no clima, o público conferiu mais uma vez uma competição de alto nível técnico e também de organização. Com a presença de ídolos da torcida como o campeão olímpico Arthur Zanetti e de Daniele Hypolito, a etapa chegou ao fim em grande estilo, depois de três dias, no Ginásio do Ibirapuera.

Para o Brasil, não poderia haver saldo melhor. Os atletas nacionais estiveram em todas as finais e conquistaram medalhas em todos os aparelhos. No total foram 13, sendo seis de ouro, quatro de prata e três de bronze. Esses números demonstram como a preparação da equipe brasileira para as Olimpíadas tem sido intensa e tem dado resultado.

Sérgio Sasaki fez uma série impecável na barra fixa e foi o adversário a ser batido pelos demais concorrentes. Com 15,250 ninguém conseguiu alcançar o brasileiro, que comemorou no pódio a medalha de ouro. Já Arthur Nory Mariano não teve a mesma felicidade em um de seus aparelhos preferidos. Com uma rotina com grau de dificuldade bastante grande, acabou soltando a barra em um momento e caiu, deixando escapar uma medalha no aparelho. A nota foi 14,200 e Nory ficou com a quinta posição. A medalha de prata foi para o japonês Kaito Imabayashi, com 15,250, e o bronze para o argentino Nicolas Córdoba, com 14,800.

A disputa das argolas era o momento mais esperado pelo público e o campeão olímpico Arthur Zanetti cumpriu as expectativas com mais uma apresentação brilhante. Zanetti alcançou 15,800 e mostrou porque é o grande nome do aparelho na atualidade, conquistando mais um ouro. O argentino Federico Molinari fez 15,050 e garantiu o segundo lugar, seguido pelo japonês Kaito Imabayashi, com 14,700. Francisco Barretto também representou o Brasil no aparelho e com 14,250 foi o sexto colocado. 

Torcida fez a festa no Ginásio do Ibirapuera

Apesar da nota um pouco mais baixa do que a das classificatórias, Arthur Zanetti disse que é normal. "Nas finais, os árbitros ficam um pouquinho mais rigorosos mesmo, porque é uma disputa de medalha. Saí satisfeito com a minha prova e é isso que importa." Ovacionado pelo público, o campeão olímpico diz que se sente prestigiado. "É muito bom ter a torcida acompanhando a ginástica. É um incentivo enorme que a gente tem para voltar ao ginásio e seguir treinando para conseguir mais resultados. Está sendo um treino para a principal competição do ano que é a Olimpíada. Este ano já tivemos o evento-teste e agora essa Copa. Está sendo bem produtivo e estou conseguindo me adaptar bem com a presença desse público enorme. Minha meta foi cumprida."

Daniele Hypolito fez a alegria da torcida ao fechar a competição de solo. Ela somou 13,950 e conquistou o primeiro lugar no pódio. A jovem Carolyne Pedro completou a dobradinha brasileira com o bronze (13,300) ao lado da chilena Simona Castro. A segunda colocação ficou com a alemã Kim Bui, com 13,550.

Carolyne, que se juntou à Seleção Adulta este ano, ficou muito satisfeita com a medalha em casa. "Estou muito feliz por ter conseguido esse bronze. Acho que esse resultado pode me ajudar, como a equipe que irá aos Jogos Olímpicos ainda não foi totalmente definida. Estou treinando muito para isso. Essa experiência e o evento-teste podem me ajudar", comentou a ginasta.

Com a torcida mais uma vez a favor, dois brasileiros disputaram a final de salto masculino. Arthur Nory foi o primeiro a competir e se saiu muito bem nos dois saltos. O primeiro teve nota 15,000 e o segundo 14,600, somando 14,800. O resultado deu a ele a medalha de ouro. Ao lado de Nory no pódio, Sérgio Sasaki conquistou a prata, com 14,675 (15,150 no primeiro e 14,200 no segundo). O japonês Jumpei Oka foi medalha de bronze, com 13,775 (13,400 no primeiro e 14,150 no segundo). 

Pódio das argolas

"Eu estava bem focado na barra e no solo, que são meus melhores aparelhos, mas acho que estava um pouco nervoso. As séries são novas. Depois que eu errei na barra eu tive que voltar ao foco, formar uma bolha e voltar. Deu certo." Coincidentemente, Nory disputou hoje as finais de dois aparelhos ao lado do companheiro Sasaki e ele disse que o companheirismo entre os dois está sempre presente. "Não temos rivalidade. Somos 12 na Seleção e todos estão buscando fazer o melhor. Somos uma família. A cada competição temos que tentar fazer bem feito o que treinamos."

Para Sasaki, que retornou este ano às competições após se recuperar de duas cirurgias, a felicidade é grande. "Medalha é sempre bom, mas esse não era o principal foco. Estou voltando e quero estar bem e à disposição da Seleção para as próximas competições", resumiu o atleta.

A trave encerrou a disputa das finais, mais uma vez com duas brasileiras no foco. Daniele Hypolito e Rebeca Andrade dividiram a atenção do público e no final também subiram juntas ao pódio. Daniele, muito concentrada, fez uma ótima série e garantiu a medalha de ouro mais uma vez, com 14,350. A chilena Simona Castro somou 13,050 e ficou com a prata. Já Rebeca, apesar de uma pequena queda, teve um bom desempenho e ficou com o bronze, com 13,000.

"Isso da um gás para a preparação. Sabemos que falta muito a ser feito, mas estamos fazendo um bom trabalho e ele já começou a dar resultado. Temos noção de que faltou muita gente nessa Copa, mas conseguimos ter uma ideia de tranquilidade para a Olimpíada. Eu esperava fazer meu trabalho bem feito, mas não esperava três ouros", confessou Daniele. "Para nós foi um grande teste, principalmente, com relação à torcida."

Pódio da trave





A I / CBG
Foto / Ricardo Bufolin / CBG/ Divulgação

12:25 | 0 comentários | Leia Mais

Francisco Chamorro e Cristiane da Silva vencem o 10º Granfondo do Brasil de Ciclismo/Ubatuba


.

Ciclistas da Funvic Soul Cycles Carrefour levaram a melhor no geral na prova realizada neste domingo



Ubatuba (SP), 22/05/16 - Francisco Chamorro e Cristiane da Silva, ambos da Funvic Soul Cycles Carrefour, de São José dos Campos, foram os campeões da Granfondo do Brasil de Ciclismo - 10ª edição, realizado na manhã deste domingo (22), em Ubatuba, no Litoral Norte paulista. Chamorro, argentino radicado no Brasil, completou os 97 km de percurso, entre Ubatuba e a divisa com o Rio de Janeiro, com o tempo de 2h30min54seg079, seguido bem de perto por Bruno Tabañez, da equipe de Osasco, que marcou 2h30min54seg330. Otávio Bugarelli, também da Funvic Soul Cycles Carrefour, ficou com o terceiro lugar, com 2h30min56seg787.

F1 - Largada

No feminino, Cristiane venceu com sobras neste domingo. Ela marcou o tempo de 2h29min23seg063, enquanto a segunda colocada, Tâmara Vilela, da Cycle Cousins - MPR, completou em 2h47min37seg298. Adriana Logo, de Osasco, ficou com a terceira colocação, em 2h56min26seg120. Ao todo, a competição teve cerca de 350 inscritos em seu retorno a Ubatuba.

Depois de muita chuva nos dias antecedentes, o domingo teve Sol em Ubatuba para a realização do Granfondo do Brasil de Ciclismo - 10ª etapa. Uma das mais tradicionais provas de fundo do pais, ela voltou ao Litoral Norte paulista depois de um ano de ausência. E o retorno não poderia ter sido melhor, com mais uma edição emocionante e de alto nível técnico. 

F2- Pelotão

"Foi um grande retorno. A data foi perfeita e pretendemos repetir no ano que vem. Agradecemos o apoio da Prefeitura de Ubatuba, aos ciclistas e suas famílias, que proporcionaram uma grande festa do esporte. Parabéns aos vencedores e a todos os participantes, que entenderam o espírito da competição", destacou Marcos Mazzaron, da MZ2 Eventos, responsável pela realização do evento.

Na disputa do masculino, Chamorro, Tabañez e Bulgarelli conseguiram escapar do pelotão nos quilômetros finais. No sprint, Chamorro acabou levando vantagem e superando seus adversários numa briga muito acirrada e bonita. O campeão destacou seu apreço pelo evento.

F3- Pódio masculino

"Trata-se de uma prova muito legal, que tem de ter todo o ano. Ela incentiva os amadores e isso fortalece o esporte", destacou Francisco Chamorro. "Foi uma prova muito boa e bem feita, como todas que têm a mão do Marcos Mazzaron. Foi muito legal vencer aqui", completou.

Já no feminino, Cristiane fez uma prova tranqüila e pode comemorar seu primeiro titulo no Granfondo. "Fui duas vezes vice e agora consegui vencer, felizmente. É uma prova incrível, desafiadora, seletiva e que faço questão de participar. Como passista, quero sempre percursos com subidas e descidas, como este. Foi um final de semana perfeito", declarou ciclista de Ilha Solteira (SP).

F4- Pódio feminino

Resultado Geral 2016

Masculino

1) Francisco Chamorro (Funvic Soul Cycles Carrefour), 2h30min54seg079
2) Bruno Tabañez (Osasco), 2h30min54seg330
3) Otávio Bugarelli (Funvic Soul Cycles Carrefour), 2h30min56seg787
4) Luciano Pereira (Osasco), 2h30min56seg871
5) André de Almeida (Funvic Soul Cycles Carrefour), 2h33min14seg824

Feminino

1) Cristiane da Silva (Funvic Soul Cycles Carrefour), 2h39min23seg063
2) Tâmara Vilela (Cycle Cousins - MPR), 2h47min37seg298
3) Adriana Logo (Osasco), 2h56min26seg120
4) Camilla Silva (MC Assessoria Esportiva/Valgroup), 2h56min26seg401
5) Valeria Scorza (Prefeitura Municipal de Ubatuba),2h56min27seg343

O Granfondo do Brasil de Ciclismo - 10ª edição - Ubatuba tem organização da Federação Paulista de Ciclismo, com realização da MZ2 Eventos e apoio da Prefeitura Municipal de Ubatuba.

Mais informações no site www.fpciclismo.org.br  


A  I / MBraga Comunicação
Foto1 / MBraga Comunicação / Divulgação
Foto2-3-4 / Caio Storti / FPCiclismo / Divulgação



 
10:56 | 0 comentários | Leia Mais

Canoagem Velocidade - Brasil conquista mais quatro medalhas



Último dia de Pan-americano trouxe mais medalhas para a Seleção Brasileira de Canoagem Velocidade




 A seleção brasileira de Canoagem Velocidade se despediu hoje do Campeonato Pan-americano, em Gainesville, com duas vagas garantidas para os Jogos Olímpicos e sete medalhas de ouro na bagagem.

As últimas provas, disputadas pelo Brasil hoje, renderam quatro medalhas. O atleta Maicon Santos conquistou o ouro no C1 500m Sênior masculino, e Valdenice Nascimento ficou com o bronze no feminino.Na prova de C2 200m Sênior as atletas Ângela Silva e Andréa Oliveira conquistaram a prata. E as atletas Bruna Domingues e Mirian Barbosa ganharam a última medalha do Brasil, ouro no K2 200m Junior.

Para o supervisor de Canoagem Velocidade Alvaro Koslowski o objetivo do Brasil foi alcançado, “conquistamos as vagas olímpicas e no júnior observamos evoluções, mas que ainda precisam ser fortalecidas".

 Agora os atletas juniores retornam ao Brasil e os seniores seguem direto para a República Tcheca, onde começa, na próxima quinta-feira (26), a 2ª Etapa da Copa do Mundo de Canoagem Velocidade.



A I / CBCa
Foto / CBCa / Divulgação

09:53 | 0 comentários | Leia Mais

Baiano é o unico representante brasileiro no Mundial de Beach Wrestling na Croácia

Written By Podio Sport on quinta-feira, 12 de maio de 2016 | 18:37



Atleta de Luta Olímpica, Hugo Leal De Andrade,  representara o Brasil no Campeonato Mundial de Beach Wrestling na Croácia



Hugo em ação no brasileiro
A Bahia, estará sendo representada pelo atleta de Luta Olímpica, Hugo Leal De Andrade (Embasa/PulsarCrossfit), 22 anos, Soteropolitano, no Campeonato Mundial de Beach Wrestling, nos dias 04 e 05 de junho, na cidade de Fazana, na Croácia. Após sagrar-se campeão baiano, Hugo conquistou a vaga no campeonato brasileiro, realizado no dia 20/12/2015 na Praia do Francês, em Maceió. O Atleta viaja no dia 26/05 para a Itália, onde disputará um evento na cidade de Sassari, nas Ilhas Sardenhas, e depois dirige-se para o Mundial na Croácia. Segundo a CBW, Hugo será o único atleta do Brasil nesse evento.

 Podio Sport sai na frente antecipando futuros Campeões Mundiais antes mesmo da glória bater a porta. Já que não é a primeira vez que o atleta Hugo Andrade figura em nossas postagens On-Line como promessa.

Hugo no campeonato brasileiro, realizado no dia 20/12/2015 na Praia do Francês, em Maceió.

A I / Podio Sport / Redação
Foto / Divulgação

18:37 | 0 comentários | Leia Mais

Jiu Jitsu - Ricardo De La Riva ministra seminário em Salvador (BA)

Written By Podio Sport on terça-feira, 10 de maio de 2016 | 12:47


.

Inscrições serão feitas pelo site no valor de R$ 100,00 até o dia 18. Após, havendo vaga, o valor passa a ser R$ 130,00.



Cartaz do evento
Será realizado no dia 21 de maio um seminário com o faixa preta 6 grau, Ricardo De La Riva, em Salvador, no auditório do Wall Street Empresarial na Avenida Paralela. De La Riva que é considerado "o mais técnico dos mestres" da arte suave, é atualmente treinador dos atletas Anderson Silva, Rodrigo Minotauro e Rogério Minotouro.

As inscrições podem ser realizadas no site www.sportforkids.com.br Para mais informações: (71) 3045-7777 ou (71) 3011-4443.

O transito na área do evento só será possivel atraves de pulseira de identificação.


A I / Podio Sport / Redação
Foto / Cartaz / Divulgação


12:47 | 0 comentários | Leia Mais

Inscrições para segunda etapa do Troféu Brasil de Triathlon se encerram no próximo domingo (08/05)

Written By Podio Sport on terça-feira, 3 de maio de 2016 | 18:22


.

A competição ocorre na Cidade Universitária da USP, em São Paulo, no dia 15 de maio




 
Atleta durante percurso da etapa em São Paulo, no 
25º Troféu Brasil de Triathlon
O 26º Troféu Brasil de Triathlon, uma das mais conceituadas da modalidade no país e na América Latina, terá sequência no próximo dia 15 de maio (domingo), na Cidade Universitária da USP, em São Paulo (SP), com a presença confirmada de centenas de atletas nas categorias amador e profissional. Para quem ainda não assegurou a participação, as inscrições seguem abertas até o próximo domingo (08/05) pelo site www.trofeubrasil.com.br/2etapa.
 
Excepcionalmente, no dia anterior à prova (dia 14), durante a entrega dos kits no Congresso Técnico, haverá a possibilidade de inscrição no local, no Centro de Práticas Esportivas da USP (CEPEUSP-SP), localizada à Praça do Relógio Solar, 61, na Cidade Universitária, das 13h às 19h. O simpósio para quem compete na distância olímpica ocorre às 15h e, para a short, às 17h, no mesmo local. 
 
Entre os nomes inscritos, estão o paulista Fernando Toldi e a santista Fernanda Garcia, que saíram na frente no quadro geral da competição, com a vitória na abertura da competição em Santos, no mês de março. "Estamos com uma boa expectativa para esta etapa. A estrutura para este evento é bem maior comparado à Santos. Nosso grande desafio é manter o mesmo formato, nesta mega cidade", afirma o organizador do evento, Núbio de Almeida.
 
Podem participar da prova profissionais e amadores nas categorias: militar, amputado com prótese, amputado sem prótese, deficiente visual, cadeirante, biamputado, amputado membro superior, entre outros. Durante a prova, os competidores encaram 1,5 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida, na distância olímpica, enquanto na categoria Amador Short os triatletas percorrerão metade das distâncias.
 
No domingo, dia da prova, das 6h às 6h45, os atletas da distância short realizam a numeração e entrega das bicicletas na área de transição, em frente à Raia da USP. Na distância olímpica os competidores farão a marcação entre 6h e 8h. A largada do Amador Short acontece às 7h, do Profissional às 8h15 e do Amador Olímpico, às 8h20. A premiação está prevista para às 11h.
 
Depois da prova em São Paulo, a competição retorna a cidade de Santos, com a realização de mais quatro etapas nos dias 26 de junho, 18 de setembro, 16 de outubro e, finalmente, no dia 11 de dezembro, na etapa final.
 
 
A I / Juliana Kucharuk
Foto / João Pires / SantosPress / Divulgação
 
 
 
 

 
18:22 | 0 comentários | Leia Mais