Thiago Braz e Augusto Dutra estreiam em longa temporada no exterior, agora ao ar livre

Written By Podio Sport on quinta-feira, 29 de maio de 2014 | 19:44


.

Os saltadores do Clube BM&FBOVESPA já competem neste sábado (31/5), em Eugene, pela Diamond League; Fabiana Murer, Karla Rosa e Fábio Gomes a partir de junho, na Europa




São Paulo - O grupo de saltadores com vara do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA está pronto para uma longa temporada de competições no exterior. Thiago Braz e Augusto Dutra já saltam neste sábado (31/5), na etapa de Eugene (EUA) da Diamond League. Fabiana Murer, Fábio Gomes da Silva e Karla Rosa só estreiam em junho, na Europa. Thiago, Augusto e Fabiana têm retorno previsto para o Brasil em setembro. Fábio e Karla voltam antes, a tempo de disputar o Ibero-Americano, no início de agosto, em São Paulo.

"Como não tem nenhuma competição mais importante no Brasil nessa época, dá para fazer um período longo lá fora", explica o técnico Elson Miranda, também do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA, acrescentando que o objetivo geral para seus atletas é melhorar as marcas pessoais, pensando não só na sequência de competições e nas etapas da Diamond League, mas também na disputa da Copa Continental, em Marrakesh, Marrocos, dias 13 e 14 de setembro.

"O Thiago e o Augusto têm participação prevista em 11 competições, sete delas são etapas da Diamond League. Mas é preciso ter bons resultados para confirmar presença nesse circuito elitizado. Os dois já estão garantidos em Eugene. Em Oslo, apenas o Thiago. Então, para o Augusto, é importante fazer uma boa marca em Eugene para poder entrar na etapa da Noruega. Vou me concentrar nas disputas da Diamond League e quero que eles alcancem boas marcas desde o início para se manterem até o final, até a etapa de Bruxelas, em setembro."

F1- Augusto: sem pressão por resultados

O desafio da evolução

Elson sabe que a tarefa não será fácil. "Conseguir colocar dois brasileiros nessas provas de elite já é bem difícil. E a temporada ao ar livre está apenas começando, Eugene vai ser a terceira competição do Thiago e do Augusto depois da temporada indoor. Tem o vento, a influência do meio ambiente...", diz o treinador. "Eles treinaram muito bem, são novos, estão em evolução, mas também chegaram a um nível, acima de 5,80 m, em que melhorar começa a ficar mais complicado." Thiago tem 5,83 m como melhor marca pessoal; Augusto, 5,82 m.

Mesmo assim, o treinador espera que seus saltadores cheguem perto de suas melhores marcas já em Eugene. "Tem de ser. Tem de saltar acima de 5,70 m e, aí, partir para os 5,80 m, que eu acho que já garantiria os dois nas próximas competições, tentando sempre evoluir", analisa Elson. Thiago e Augusto vão disputar competições menores, nos intervalos da Diamond League. "Quero a melhor marca em alguma competição, menor ou não. Quero ver um 5,85 m, um 5,90 m... Quero ver essa meta alcançada porque, além de ir bem na Diamond League, o objetivo é ter um dos dois na Copa Continental, a competição internacional mais importante do segundo semestre."

Realizada a cada quatro anos, a Copa é uma disputa por continentes, não por seleções. No salto com vara, serão duas vagas para as Américas, no masculino e no feminino. "São dois atletas por continente e apenas um por país. O Thiago e o Augusto não podem ir juntos, mesmo que tenham as melhores marcas das Américas, mas quero ver um dos dois competindo em Marrakesh. A Fabiana, por exemplo, vai ter de disputar uma das duas vagas com a Jennifer Suhr e a Yarisley Silva", explica Elson.

F2- Fabiana estreia em junho, na etapa de Roma da Diamond League

Juventude e experiência

Disputar competições no exterior, tendo como adversários os principais nomes do salto com vara, já não é novidade para Thiago e Augusto - além do Mundial Indoor de Sopot, em março deste ano, em 2013 ambos participaram do Mundial de Moscou e de algumas etapas da Diamond League. Thiago ainda carrega a experiência da prata nos Jogos Olímpicos da Juventude, em 2010, e do ouro no Mundial Juvenil de Barcelona, em 2012.

Thiago, de apenas 20 anos, está tranquilo. "Estou legal, treinei bastante. Eugene vai ser apenas a minha terceira competição do ano, mas espero já conseguir um bom resultado. Quero me classificar bem na Diamond League e depois, na Europa, treinar um pouco mais também. Já estou acostumado a passar bastante tempo fora de casa, a distância não vai me atrapalhar. Acredito que vou fazer boas marcas lá fora", garante Thiago.

Para Augusto, de 23 anos, a preocupação inicial é acertar sua marca. "Estamos mexendo na minha corrida, na velocidade. Já apliquei as mudanças nos últimos treinos e deu tudo certo. Não quero competir em Eugene me sentindo pressionado por resultado. Estou encarando a prova como um treino de luxo para acertar o salto", explica Augusto.

Na Europa, a base do grupo do salto com vara será mais uma vez o centro de treinamento de Fórmia, na Itália. A programação de Fabiana Murer prevê oito competições no exterior, seis delas etapas da Diamond League. Fábio Gomes da Silva deve participar de seis competições e Karla Rosa, de cinco.

F3- Thiago: "Quero me classificar bem na Diamond League"

Mais informações: www.clubedeatletismo.com.br e www.clubedeatletismo.org.br


A I / Contrapé de Jornalismo 
Foto1 / Osvaldo F. / Contrapé / Divulgação
Foto2-3  / Agência Luz / BM&FBOVESPA / Divulgação


0 comentários:

Postar um comentário