Ginástica Artística Brasileira encerra Jogos Sul-Americanos na liderança do quadro de medalhas

Written By Podio Sport on quinta-feira, 13 de março de 2014 | 16:46


.


Seleções Masculina e Feminina do País foram as que mais subiram no pódio na modalidade




Santo André (SP) - Sete ouros, cinco pratas e três bronzes. Esse foi o saldo de conquistas da Ginástica Artística Brasileira nos Jogos Sul-Americanos, em Santiago, no Chile. As Seleções Masculina e Feminina garantiram 15 medalhas nos quatro dias de apresentações da modalidade, que foram finalizadas nesta terça-feira (11), e ficaram na liderança no quadro de medalhas. Em segundo ficou o Chile, com 13, seguido pela Colômbia, com 10. A Argentina ficou com quatro e o Peru com uma. Isso prova a força que a ginástica tem no cenário internacional, já que costuma se destacar nas competições em que participa. 

Nas barras paralelas, Péricles da Silva foi bronze

O último dia de apresentações foi reservado para as finais de cinco aparelhos. No masculino, na barra fixa, ouro para Sérgio Sasaki, com 14,666 pontos. Os argentinos Nicolas Cordoba, com 14,641, e Osvaldo Martinez, com 14,283, ficaram com a prata e o bronze, respectivamente. Francisco Barreto Júnior ficou em sexto, com 13,233. No salto, novamente o primeiro lugar foi de Sasaki, empatado com o chileno Tomas Gonzalez, com 15,083. A terceira colocação foi de Juan Pablo Gonzalez, do Chile, com 14,516. Já nas barras paralelas, Péricles da Silva foi bronze, com 14,700. Nas primeiras colocações, dois colombianos. Jorge Giraldo foi ouro, com 15,166, e Jossimar Calvo ficou com a prata, com 15,133. Arthur Nory Mariano ficou em sexto, com 14,441. 

Daniele Hypolito venceu no solo

Pelo feminino, no solo, Daniele Hypolito conquistou a medalha dourada, com 13,600, seguida pelas chilenas Bárbara Achondo e Makarena Pinto, empatadas com 13,266. Jade Barbosa foi a quarta, com 13,166. Já na trave, a campeã foi Simona Castro, do Chile, com 13,000. Jade ficou em quarto, com 12,833, e Julie Kim Sinmon em oitavo, com 11,533.

A presidente da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), Luciene Resende, que acompanhou as apresentações no Chile, comemorou as conquistas. "São resultados como esses que mostram que estamos no caminho certo. Essa é uma competição importante, até porque nos preparamos para o Campeonato Mundial, em outubro, e nos saímos bem. Estamos muito orgulhosos dos nossos atletas. Agora, a expectativa é pela nossa Seleção de Ginástica Rítmica Individual", contou, fazendo referência as apresentações de Rítmica, que têm início neste domingo (16). 



 
Sérgio Sasaki foi ouro na barra fixa e no salto
Retrospecto - No último fim de semana, vieram as medalhas por equipe e individual geral. No masculino, Arthur Nory Mariano, Arthur Zanetti, Francisco Barreto Júnior, Lucas Bitencourt, Péricles da Silva e Sérgio Sasaki foram prata por equipe. No individual geral, Sasaki foi o segundo. Pelo feminino, Daniele Hypolito, Jade Barbosa, Juliana Santos, Julie Kim Sinmon, Isabelle Cruz e Lorrane dos Santos subiram ao lugar mais alto do pódio por equipe. No individual geral vieram mais conquistas, com o ouro de Jade e o bronze de Julie.

Já na segunda-feira (10) foram garantidas as primeiras medalhas por aparelhos. Entre os homens, nas argolas, Zanetti subiu ao lugar mais alto do pódio. No cavalo com alças, Péricles ficou com a prata e Francisco com o bronze. No feminino, dobradinha brasileira no pódio do salto, com Jade em primeiro e Isabelle em segundo. Nas barras assimétricas, Jade foi prata.



Resultados

Ginástica Artística Masculina

Equipe
1º Colômbia
2º Brasil
3º Argentina

Individual geral
1º Jossimar Calvo (Colômbia)
2º Sérgio Sasaki (Brasil)
3º Carlos Calvo (Colômbia)

Solo
1º Tomas Gonzalez (Chile)
2º Juan Pablo Gonzalez (Chile)
3º Jossimar Calvo (Colômbia)

Cavalo com alças
1º Jhonny Muñoz (Colômbia)
2º Péricles da Silva (Brasil)
3º Francisco Barreto Júnior (Brasil)

Argolas
1º Arthur Zanetti (Brasil)
2º Federico Molinari (Argentina)
3º Juan Raffo (Chile)

Salto
1º Sérgio Sasaki (Brasil)
1º Tomas Gonzalez (Chile)
3º Juan Pablo Gonzalez (Chile)

Barras paralelas
1º Jorge Giraldo (Colômbia)
2º Jossimar Calvo (Colômbia)
3º Péricles da Silva (Brasil)

Barra fixa
1º Sérgio Sasaki (Brasil)
2º Nicolas Cordoba (Argentina)
3º Osvaldo Martinez (Argentina)

Ginástica Artística Feminina

Equipe
1º Brasil
2º Chile
3º Colômbia

Individual geral
1º Jade Barbosa (Brasil)
2º Simona Castro (Chile)
3º Julie Kim Sinmon (Brasil)

Salto
1º Jade Barbosa (Brasil)
2º Isabelle Cruz (Brasil)
3º Makarena Pinto (Chile)

Barras assimétricas
1º Bibiana Velez (Colômbia)
2º Jade Barbosa (Brasil)
3º Yurany Avendaño (Colômbia)

Trave
1º Simona Castro (Chile)
2º Mariana Chiarella (Peru)
3º Melanv Cabrera (Chile)

Solo
1º Daniele Hypolito (Brasil)
2º Bárbara Achondo (Chile)
3º Makarena Pinto (Chile)

Seleção de Ginástica Artística Masculina
Ginastas: Arthur Nory Mariano, Arthur Zanetti, Francisco Barreto Júnior, Lucas Bitencourt, Péricles da Silva e Sérgio Sasaki
Chefe de equipe: Leonardo Finco
Técnicos: Marcos Goto e Vladimir Vatkin
Árbitros: Daniel Biscalchin, Edgard Vernetti e Robson Caballero

Seleção de Ginástica Artística Feminina
Ginastas: Daniele Hypolito, Jade Barbosa, Juliana Santos, Julie Kim Sinmon, Isabelle Cruz e Lorrane dos Santos
Chefe de equipe: Jaqueline Pires
Técnicos: Adriana Alves e Oleg Ostapenko
Árbitras: Lisiane Bergue, Mônica dos Anjos e Yumi Sawasato 



A I / CBG
Foto / Gaspar Nóbrega / Inovafoto / COB / Divulgação


0 comentários:

Postar um comentário